Questão avaliativa: como elaborar?

Autor: Nenhum comentário Compartilhar:
Questão Avaliativa School Escola

Em um post anterior, falei sobre a existência de provas para julgar e provas para avaliar. Supondo que o primeiro tipo seja conhecido de todos, a pergunta que surge é: como podemos elaborar uma questão avaliativa?

Toda questão tem um propósito

O primeiro ponto, e que costuma ser negligenciado na hora de preparar as provas, é que cada questão precisa ter um propósito claro. Por exemplo, se eu quero avaliar o conhecimento dos meus alunos sobre a Guerra Fria, cada um dos itens da prova precisa ser pensado para detectar um conhecimento (ou ausência dele) em um aspecto desse conflito, como suas causas ou seus participantes.

Suponha que eu precise fazer uma prova de múltipla escolha; imagine também que uma questão dessa prova traga cinco alternativas e que duas delas sejam sobre a época em que ocorreu a Guerra Fria, duas sejam sobre as motivações dos envolvidos e uma seja sobre o local de uma batalha específica. Nesse caso, a questão não tem um propósito definido, o que é muito ruim para um item avaliativo! Ou seja, se os alunos não chegarem à resposta correta, a questão não nos dará informações precisas sobre qual é o conteúdo que não está claro para eles (no caso acima, eles podem ter dúvidas sobre as motivações da Guerra Fria, sobre o momento histórico em que ela ocorreu ou sobre essa batalha que foi mencionada).

Paralelismo

Logo, em uma questão avaliativa, é importante que todas as alternativas sejam relacionadas ao mesmo objetivo. Usando novamente o exemplo dos parágrafos anteriores, eu poderia escrever um item cujo objetivo seja “avaliar o conhecimento sobre os participantes da Guerra Fria”.

Nesse caso, todos os elementos do item (texto base, enunciado, alternativa correta – gabarito – e alternativas incorretas – distratores) precisam estar relacionados ao propósito escolhido. Cada alternativa, portanto, deverá apresentar uma informação sobre participantes da Guerra Fria. Não deve haver nenhuma alternativa, certa ou errada, que traga afirmações sobre a época do conflito, por exemplo. Quando todas as alternativas possuem uma estrutura semelhante e versam sobre o mesmo propósito, dizemos que o item possui paralelismo.

Abaixo, um exemplo de como ficaria essa questão, que agora pode ser considerada uma questão avaliativa:

A Guerra Fria foi um conflito que teve como principais forças:

a) Alemanha e Inglaterra

b) Estados Unidos e União Soviética

c) França e Inglaterra

d) Estados Unidos e Iraque

e) Japão e Alemanha

 

Questão avaliativa, a elaboração

Além de todas as alternativas estarem diretamente relacionadas ao propósito do item, é importante que haja um motivo para cada uma delas ter sido escolhida. Em postagens futuras, falaremos mais sobre essa e outras características de provas avaliativas. Até logo!

Post Anterior

Commodities e diferenciais na educação

Próximo Post

Qual é o propósito da sua aula?

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: