fbpx

Dicas Para Manter Uma Rotina De Estudos

Autor: Nenhum comentário Compartilhar:
Dicas Para Manter Uma Rotina De Estudos

Estabelecer uma rotina de estudos é fundamental, principalmente diante do cenário do “novo normal” imposto pela Pandemia do Coronavírus, que estabeleceu mudanças profundas no processo de ensino e aprendizagem.


Com isso, é necessário que haja um diálogo entre instituição e família. A fim de proporcionar uma rotina que possa gerar um aprendizado de qualidade.

Como manter uma rotina de estudos

Cada escola tentou encontrar ferramentas que fossem viáveis para o seu uso diário e pudessem estreitar o relacionamento com as famílias.

Nesse contexto, é possível encontrar instituições que combinaram o uso de ferramentas para o envio de notícias, informativos, rotina de estudos de cada série, mensagens de professores para os alunos, dentre outras informações.

Grande parte das instituições sentem dificuldade em assegurar o engajamento dos alunos, para que eles mantenham a disciplina nos estudos. 

Assim, a busca de soluções deve passar pelo processo de incentivar os alunos a terem um cronograma e rotina, que podem ser baseados nas seguintes dicas:

1. Tenha um ambiente tranquilo

Para criar uma rotina de estudos, é fundamental ter um ambiente adequado para essa atividade, o que inclui:

  • local sem distrações;
  • confortável;
  • boa iluminação e arejado;
  • longe de locais barulhentos.

Dessa forma, é possível ter uma concentração maior na matéria que está estudando.

 2. Evite distrações

As distrações são grandes inimigas dos estudos, o que inclui: celulares, videogames e redes sociais. Por isso, é essencial orientar que o aluno afaste todos esses objetos que podem distraí-los e fazer com que percam a concentração.


Segundo especialistas em produtividade, demoramos cerca de 23 minutos para voltar à nossa tarefa original quando perdemos a concentração. 

 3. Crie fóruns de discussão

A criação de fóruns de discussão entre os alunos sobre os temas trabalhados auxilia no engajamento dos estudantes durante as aulas.

Os fóruns também são úteis para que os alunos mostrem o que estão fazendo e incentivem uns aos outros. 

4. Estude em horários fixos

O cérebro humano sempre faz associações, seja com lugares, horários, sensações, entre outros. Oriente os estudantes para que mantenham uma rotina de estudos que ocorra sempre em um mesmo horário e local.

Dessa forma, o cérebro irá associar aquela situação à necessidade de concentração.

5. Faça pausas

O cérebro precisa de muita energia para oferecer seu máximo potencial. Por isso, focar em uma coisa durante horas só deixará os alunos exaustos.

Além disso, a preocupação com a saúde mental dos estudantes durante esse período é essencial. Muitas pessoas estão sendo fortemente afetadas pelo isolamento social.

Portanto, é necessário orientá-los para que se desconectem por, pelo menos, 15 a 20 minutos depois de cada bloco de 60 a 90 minutos de trabalho. 

Para aproveitar ao máximo os intervalos, os próprios orientadores podem sugerir tarefas, como: 

  • caminhar – o que pode reduzir o stress e melhorar a produtividade;
  • comer e hidrate-se – isso irá oferecer mais energia ao cérebro ;
  • cochilar – dependendo do tempo de cochilo, você pode melhorar sua memória, aumentar sua concentração e recuperar horas de sono;
  • meditar – pois funciona como um exercício para desacelerar o cérebro e relaxar;
  • organizar o ambiente – o que ajuda a evitar distrações. 

 6. Dedique-se às avaliações e simulados

Os simulados são essenciais para os alunos, já que servem como um termômetro para os vestibulares e para entender como funcionam as provas. Já para as escolas, eles também são de grande valia, pois, com eles, é possível analisar os resultados destas avaliações para a realização de ajustes das práticas pedagógicas.

Além disso, é essencial orientar os alunos para sempre utilizarem este recurso, a fim de que possam identificar quais são seus pontos fortes e a melhorar e, dessa forma, se dedicarem aos estudos dos assuntos que mais sentem dificuldade e realmente precisam de mais atenção. 

Sua escola já colocou alguma dessas dicas em prática? Confira também o artigo sobre os assuntos mais recorrentes no Enem ao longo dos anos.

Post Anterior

Gestor Escolar — Como Melhorar O Desempenho Dos Alunos?

Próximo Post

Quais São Os Tipos De Avaliação e Como Utilizá-los?

Você pode gostar também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *